Painéis de Alumínio Composto

Conhecido pela ductilidade e pela leveza, o Alumínio viabilizou a criação de painéis, formados por uma camada de polietileno de baixa densidade, revestida do metal em ambas as faces, resultando espessura padronizada de 3 mm.

Pintura a base de Poliester

Uma das grandes vantagens dos painéis de Alumínio Composto da Actos é a variedade de acabamentos com a pintura a base de Poliéster (Veja aqui), que possuem uma garantia de 5 anos. Com isto, o produto recoberto com esse tipo de pintura, passa a admitir lavagem, e se prestar para uso em diversos ambientes, internos e externos, mesmo em ambientes industriais onde altos índices de evaporação sejam normais. A pintura a base de Poliéster viabiliza acabamentos que simulam metais, como aço escovado, Prata e Ouro, além de duas alternativas de acabamento similares à madeira, o mogno e a imbuia, além de acabamentos brilhantes.

Flexibilidade

A palavra flexibilidade é derivada de flexão, que não mais é que o ato de se manipular uma superfície plana, e vergá-la segundo uma direção. Os resultados de uma flexão variam conforme o material fletido: pode resultar uma ruptura, ou uma deformação, casos em que os materiais são ditos inflexíveis; ou pode resultar uma deformação que, tão logo cesse o esforço fletor, a superfície retorne ao formato anterior: são os materiais flexíveis.

Ao se provocar uma flexão, formam-se: uma superfície convexa e uma superfície côncava, ambas em formato aproximadamente cilíndrico. Na superfície convexa, as fibras do material se distendem: caso essas fibras não suportem a deformação, irão se romper e a chapa se quebrará. Já na superfície côncava, as fibras serão comprimidas: se estas tiverem elasticidade, aceitarão a compressão sem se delaminar, e caso o esforço de deformação seja removido, a placa retornará ao formato original. No caso do Alumínio, é frequente o metal incorporar as deformações, não retornando ao formato original.

Pelo exposto, torna-se intuitivo o motivo de chapas mais espessas apresentarem maior resistência à flexão e à deformação, e de o oposto ser também verdade: chapas mais finas são normalmente mais suscetíveis à flexão e à deformação.

Aplicações

O uso de painéis previamente pintados agiliza operações de acabamento, reduzindo prazos de entrega, assegurando repetibilidade da coloração e dispensando retrabalhos pontuais. A instalação como acabamento em elevadores resulta acréscimo discreto à tara de carga da cabine, bem menor que o de chapas de aço. Do mesmo modo, divisórias fabricadas com painéis de Alumínio resultam bem mais leves que as similares em madeira ou composite, com redução de custos de transporte, e na mobilidade.